Você sabia destas curiosidades a respeito dos carros?

Inúmeras pessoas se dizem conhecedoras de carros, porém há certas informações que, certas vezes, são passadas de forma errada ou inacabada, fazendo com que nossa ideia a respeito do automóvel seja mais lenda do que verdade! Observe aqui algumas curiosidades e informações interessantes com relação aos carros que separamos para você:

Você sabe tudo a respeito do câmbio automático?

Marchas certas: As nomeações das marchas são diferentes. Ao invés de 1ª a 5ª, como na quase totalidade dos automóveis, você verá D, P, N… Essas abreviações podem alterar de carro para carro.
Esqueça o pé esquerdo: É fundamental esquecer o pé canhoto na hora de conduzir. Na ausência de embreagem, é fácil confundir e apertar o freio com o pé esquerdo.Isto é muito errado.
Preservação própria: Veículos que têm câmbio automático possuem uma conservação diferente dos tutorias. O principal cuidado é com relação à modificação do óleo da caixa, que utiliza um lubrificante do modelo ATF.
Combustível: Sim, veículo com câmbio automático consome mais combustível se comparado com o mesmo modelo com câmbio manual.
Reboque: Se for necessário guinchar seu veículo, fique ligado. O sugerido é rebocar automóveis com câmbio automático em guinchos de modelo plataforma.

Motorista deve evitar usar várias marcas de pneus

Você já deve ter passado pela inoportuna situação de ter um pneu furado e precisar comprar outro para pôr no lugar. Na hora que viu os preços, resolveu colocar um mais em conta e de marca diferente da sua para economizar.
Fique atento, essa prática pode alterar o comportamento dinâmico do automóvel. Cada marca possui um modelo de pneu e cada pneu tem diferença com respeito ao seu desenho e construção e fazem com que seu desempenho seja diferenciado.
O uso de pneus diferentes no veículo acaba por desequilibrar o conjunto, influenciando no desempenho e na dirigibilidade. A diferença de gasto ou desenho entre os pneus tem a possibilidade de gerar diferenças de tração e frenagem. Em razão disso, utilizar diferentes marcas de pneus é intensamente prejudicial para o carro.

Automóvel gasta o mesmo com tanque cheio ou vazio

Você com certeza já ouviu (ou teve a impressão) de que o carro utiliza uma quantidade maior de combustível no momento em que está com o tanque abaixo da metade. Todavia será que isso tem nexo?
A impressão de que a gasolina é mais consumida da metade do tanque para baixo é somente uma suposição. Uma vez que o tanque de gasolina não é uniforme. E, também, porque a associação entre o mostrador do gasto de gasolina e o tanque não é inteiramente precisa.
É somente um mito que os carros de hoje em dia apresentem diferença no gasto de gasolina. Existe inclusive a interferência do tempo em relação ao gasto.
Conforme a umidade e da densidade atmosférica, é capaz de acontecer uma pequena oscilação do consumo de gasolina. Em vista disso, os veículos atualmente efetuam a mesma média de gasto com o reservatório cheio ou perto da reserva.

Cintos para animais de estimação trazem segurança, além de evitar penas

A condução de animais no exterior do veículo é considerada como desobediência grave. Além de contabilizar cinco pontos à carteira, o condutor arca com a multa de R$ 127,69 e tem a possibilidade de ter o automóvel retido até que a situação esteja regular.
Diante desta situação, foram criadas determinadas propostas:

Caixa

A instalação de uma caixa precisa ser efetivada pelo interior do veículo, preferencialmente pela parte posterior. Essa caixa deve conservar-se muito bem atada ao veículo, de modo que não exista nenhuma folga. O animal viaja na parte interna dela.

Cinto próprio

Ele é composto de fitas que encaixam ao corpo do animal. Estas fitas são unidas ao engate do cinto de segurança. O cinto próprio é tido como o equipamento de segurança mais confiável para o transporte de animais de estimação.

Veja as vantagens da direção eletrohidráulica

Progressivamente presente nos carros, esse dispositivo fornece comodidade e economia de combustível, isso sem falar de prejudicar a eficiência do motor. O sistema vem sendo o predileto dos fabricantes por tornar a dirigibilidade ainda mais agradável do que a direção hidráulica, permitir maior variação na assistência da dirigibilidade consoante a velocidade e, o mais importante, por não reduzir a potência do motor e, desse modo, reduzir seu consumo de combustível. A eficiência energética pode ser até 85% maior. Devido a não necessidade de força do motor, a direção elétrica é adequada aos automóveis de baixa potência. O esforço insano para girar o volante ao manobrar está acabando. A instalação não é difícil e pode ser de mil e quinhentos reais.

Teto solar aberto pode fazer subir o gasto em rodovias

teto-solar-consumo A sensação pode ser prazerosa, no entanto dirigir com o teto solar aberto no percurso rodoviário acaba resultando em acréscimo do consumo de combustível no término da viagem. Não existem cálculos de quanto vai custar, visto que varia de carro para carro e conforme o padrão de motorista, contudo o certo é que essa comodidade irá te dar um gasto a mais. O teto solar produz certas variações de funcionamento no carro. O automóvel será mais eficiente com os vidros completamente fechados, no entanto esta variação pequena vai ser percebida só pela velocidade final. Com o teto aberto, a concentração de massa pela parte de cima da carroceria será maior e, como resultado, reduzirá a aerodinâmica do carro e o gasto de combustível será maior.

Computador próprio auxilia no diagnóstico de defeitos do automóvel

Com o propósito de tornar mais rápido o diagnóstico, a Volkswagen tem em sua manutenção especializada o auxilio do computador VAS, um magnífico equipamento adotado pela empresa desde 2002 e que está evoluindo constantemente.
No momento em que o carro chega a uma concessionária, o VAS se comunica com o veículo por meio de um aparelho conectado a um plug (usualmente na parte de baixo do painel) com comunicação via bluetooth.
Ele faz um reconhecimento e aponta exatamente para o especialista, no monitor do computador, em qual lugar se encontra o problema.
É apresentado inclusive como corrigi-la, indicando quais testes a serem realizados e peças que necessitam de serem trocadas.
A diferença dos scanners normais frequentemente usados nas oficinas é que o VAS reconhece os defeitos e identifica a correção, enquanto os scanners só indicam os códigos de erros.

Sensores substituem ações do condutor no veículo

Do sensor de chuva ao sensor de fadiga, conheça um pouco mais acerca dos produtos mais avançados que vêm tomando as ruas para dar mais conforto e segurança ao condutor:
Sensor de chuva – Esse sensor fica posicionado na parte acima do para-brisas da parte da frente, se chover, ele aciona os limpadores e ainda administra a velocidade.
Sensor crepuscular – É um sistema automotivo que detecta as alterações de claridade do espaço e prepara a adaptação do veículo acionando ou desligando seus faróis.
Sensor de Fadiga – Este aparelho realiza uma verificação no jeito de conduzir do motorista no princípio da jornada. Uma vez verificada a fadiga, um aviso sonoro é feito com o alerta de perigo.
Park Assist – O botão ativa os sensores os quais calculam o espaço e a manobra precisa para estacionar.

Deixe uma resposta