Veja informações em relação a manutenção do automóvel!

Conduzir um carro sem que você tenha garantia do quão bom ele está é uma circunstância muito desagradável, não é mesmo? Para ajudar você, reservamos algumas informações para que você possa ficar antenado na manutenção preventiva e corretiva e da importância da conservação do seu carro!

Calibragem feita incorretamente provoca prejuízos para o condutor

Para o motorista, o o grande problema dos pneus mal calibrados é a falta de firmeza e oscilações no volante. Para o veículo, a baixa pressão provoca desgaste antecipado de peças da suspensão e dos próprios pneus.
Além disso, há o consumo em demasia do combustível. Mas não é somente a baixa pressão que ocasiona complicações nos pneus. Encher mais do que é definido é outro deslize.
Pressão excessiva gera o desgaste exagerado da banda de rolamento e agravos ao alinhamento do automóvel.
Outra recomendação essencial é nunca calibrar os pneus após um extenso trajeto.
A intensa temperatura faz com que eles ampliem seu tamanho, desse jeito não apresentando o número real da pressão da parte interna da borracha.
A calibragem deverá ser realizada de semana em semana ou, apenas, de 15 em 15 dias.

Problemas no freio? Saiba como detectar!

1 – Espessura Existe um objeto de atrito das pastilhas com o disco de freio, a espessura desse objeto não pode ser menor que 3 mm.
Oficinas especializadas em freios conseguem fazer essa medição e apuram se está abaixo do sugerido.
2 – Duração da frenagem Se o automóvel está apresentando uma baixa eficácia na frenagem ou levando um tempo maior para parar, o sugerido é aferir as pastilhas.
3 – Pedal Fundo O ideal é que o pedal de frio desça até a metade e posteriormente provocar uma ideia de que bateu em algo duro. Se o pedal estiver descendo mais fundo que o habitual procure um especialista.
4 – Painel de luz Determinados automóveis possuem uma luz no painel a qual indica que a pastilha encontra-se desgastada. Se ela acender, obviamente está na hora de substituir as pastilhas de freio.

Largura dos pneus impacta diretamente na condução do veículo

manutencao-carro Todo pneu possui informações localizadas nas partes laterais que estão associadas as medidas de largura, a dimensão do aro, o limite de peso sustentado, entre outros.
Tudo isso influencia diretamente nas características de condução do seu automóvel. Um pneu mais grosso será mais pesado, ou seja, mais estável.
Esse modelo de pneu é o melhor para veículos de grande carga e bem como para os que têm maiores torque e potência. A largura e dureza dos pneus evitam a perda de tração durante a condução do veículo. É importante ficar atento sempre que trocar os pneus do seu carro.
Pois medidas exageradas podem causar bastante desvantagem na dirigibilidade do seu veículo. As montadoras fornecem os dados dos pneus que devem ser utilizados no seu automóvel, garantindo assim uma melhor experiência para você conduzir.

Amortecedor com problemas, condutor ESTRESSADO!

amortecedor-carro Muitas vezes, não é dado importância ao amortecedor do carro por não ser tão nítido. Todavia, temos de levar em conta que é devido a ele que temos segurança e maior comodidade dentro dos nossos veículos. Segundo pesquisa desenvolvida pela Monroe, o gasto do amortecedor influencia totalmente na exaustão do condutor, em que um amortecedor com apenas 50% da sua eficácia chega a aumentar em 26% o cansaço do motorista. Fora a fadiga, os testes da Monroe declararam que o mau estado dos amortecedores, influencia inclusive durante a frenagem, onde pode-se conseguir um adicional de dois metros e meio durante a frenagem. Dessa maneira, contamos com um crescimento relevante nas chances da ocorrência de um acidente. Portanto, é de suma importância que você realize uma revisão em seus amortecedores a cada 10 mil quilômetros dirigidos.

Observe os principais sinais de desgaste nos amortecedores

Travagem: O fato de rodar com o seu veículo com os amortecedores muito avariados expande o distanciamento de travamento do seu veículo.
A iluminação do carro: No momento em que os amortecedores não encontram-se em condições boas, os faróis da parte da frente oscilam e não clareiam a via pública de forma igual.
Os pneus: o sistema de amortecimento, na ocasião em que ficam corroídos, aumentam a deterioração dos pneus e impedem que esses se adiram de uma maneira ideal com o asfalto.
Desempenho no trajeto: A partir do momento em que percebe que o seu automóvel começa a “escapar” nas curvas, ou que oscila na ocasião em que enfrenta uma ventania mais intensa.
A direção do automóvel: na ocasião em que a direção do carro permanece desalinhada depois do motorista realizar uma curva. O volante fica com complicações no momento de voltar para o seu posicionamento de origem e o motorista é “forçado” a realizar o enfileiramento dos pneus do carro.

Veja a maneira de localizar se o amortecedor do carro está estourado

De crucial relevância para o movimento dos carros, os amortecedores funcionam para basicamente conservar as rodas em atrito com o solo e auxilia na suavização dos atritos sofridos pela lataria nas vias repleta de buracos das cidades grandes.
Os principais efeitos de um amortecedor estourado são:- Pouca resposta da direção, rigidez ou barulho excessivo;
– Vazamento frequente de fluido do amortecedor ou da estrutura da suspensão;- Amortecedor amassado ou avariado;
– Inclinação demasiada ou instabilidade ao longo da frenagem;
– Solavancos ou reclinação na ocasião de troca de faixa;
– Desgaste de forma desigual das rodas;
– Direção demasiada rígida, irregular ou sem estabilidade;
Fique atento se o seu carro demonstra alguns destes sinais. No caso de manifestar, procure na hora uma oficina e faça a alteração das peças.

Conheça 4 sugestões para não cometer enganos com o óleo do veículo

1 – Troca de óleo

Ela deve ser efetivada no tempo estabelecido pelo fabricante. Tal informação é bastante evidente no manual do comprador. Se você ainda não sabe, dê uma lida no manual.

2 – Completar o nível de óleo

Com o uso constante do veículo, a quantidade de óleo diminui pouco a pouco devido às folgas do motor e à queima parcial na câmara de combustão. Assim, se não for o momento da troca de óleo, deve-se completar o nível. Não há nada de errado nisso.

3 – Filtro de óleo

Sempre que levar seu automóvel para trocar o óleo, é importante trocar o filtro de óleo também. Isto garantirá que seu motor fique mais limpo.

4 – Óleo preto

Ignore o papo de que óleo preto é sinônimo de velho. Pelo contrário, caso esteja escuro é sinal que está sendo utilizado corretamente. O que deve ser verificado são os períodos de troca os quais são evidenciados no manual do proprietário.

Problemas na mecânica provocam complicações no decorrer da mudança de marchas

Vez ou outra, a dificuldade no engate das marchas é um problema na mecânica, veja:
Cabo de embreagem – O principal sinal do cabo de embreagem com problema é na ocasião em que o pedal fica pesado.
Fluido de embreagem – Nos veículos que têm sistema hidráulico de embreagem, é necessário fazer a checagem do fluido e seguir a orientação da montadora a respeito de substituições.
Estrias do disco – A falta de lubrificação ou a oxidação do eixo piloto influencia no movimento do disco.
Platô – A abertura do platô de embreagem fica comprometida a partir do momento que uma ou mais chapas tangenciais estão deformadas. Rolamento do eixo piloto – Na ocasião em que encontra-se estragado, produz ruídos ao longo do acionamento da embreagem e ao arrancar com o automóvel.
Óleo na caixa – Uma vez que não seja trocado conforme as recomendações, a caixa é capaz de ocasionar barulhos e muito desgaste em suas engrenagens.

Catalisador com problema aumenta gasto de gasolina

O catalisador é o componente central do veículo responsável pela diminuição de poluentes no meio ambiente. Além de ser determinado pela legislação, ele é vital para o funcionamento adequado do motor.
Em circunstâncias de funcionamento irregular, o carro vai sofrer com aumento de consumo de gasolina. A maneira mais indicada de manter o catalisador é realizar de modo acertado a manutenção preventiva.
Motor desajustado, velas com impurezas e injetores de combustíveis com mau funcionamento encontram-se entre os principais vilões do catalisador.
O uso de combustível adulterado também é capaz de prejudicar a peça. Caso o catalisador esteja com problema, o motorista é capaz de perceber os efeitos, além do consumo excessivo.
Os principais são: aceleração com lentidão, arranque complicado e queda na potência em velocidades próximas aos oitenta quilômetros por hora.

Combustível de Proveniência Suspeita É capaz de Obrigar Limpeza No Tanque

Abastecer com gasolina incerta tem a possibilidade de obrigar a lavagem do tanque. Em automóveis fabricados anterior ao ano 2000, a lavagem era muito sugerida.
Nos dias atuais, caso o combustível adotado seja de boa qualidade, não há precisão de executar a limpeza do reservatório.
Caso você venha a utilizar combustível de procedência questionável e perceba algumas contrariedades no veículo, procure um profissional para limpar o reservatório.
A sujeira depositada no reservatório tem possibilidade de ir junto com o combustível para o motor e afetar os demais componentes. Na maioria dos casos é gasolina com excesso de álcool, o qual pode causar graves avarias a carros que não são flex, contudo há também mistura com matérias proibidas, sem falar do etanol e diesel com grande quantidade de impurezas.

Cuidados com a caixa de embreagem reduzem o desgaste

cuidados-com-carro – Previna não deixando o carro engrenado no momento em que estiver parado.- Em momento algum repouse o pé no pedal da embreagem. Tal prática afasta o platô do disco e acarreta o lixamento do disco.
– Não arranque com o carro em segunda marcha. Utilize sempre a primeira marcha para iniciar o movimento e assim sucessivamente.- Ao reduzir ou aumentar a aceleração, mude de marcha gradualmente, ordenadamente e de acordo com os giros do motor.
– É importante acertar a a sincronização no tempo de soltar a embreagem e acelerar o carro para arrancar. No caso de você acelerar muito e soltar menos a embreagem, acontece a famosa “queima da embreagem”.
– Caso o carro encontre-se em um lugar inclinado, numa rampa, por exemplo, nunca utilize a embreagem/acelerador com o intuito de manter o carro parado. Recorra ao freio de mão para essa finalidade.

Deixe uma resposta